Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

banner_SEMARH_consulta_publica.png

« Abril 2020 »
Abril
SeTeQuQuSeSaDo
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930
Tag Cloud

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck requires Flash Player 9 or better.

 
» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2019 OUTUBRO AL cresce 4,95% em número de empregos formais, com 23.683 trabalhadores admitidos
21/10/2019 - 09h35m

AL cresce 4,95% em número de empregos formais, com 23.683 trabalhadores admitidos

Em agosto foram contratados mais trabalhadores do que demitidos; 3 setores se destacaram: indústria de transformação, agropecuária e serviços, diz Caged

AL cresce 4,95% em número de empregos formais, com 23.683 trabalhadores admitidos

FOTO: ascom seplag

Texto de Thallysson Lopes

Alagoas apresenta, pela primeira vez neste ano, saldo positivo em relação ao emprego formal.  No mês de setembro, o estado teve um quadro de recuperação apontando um número de contratações maior do que o de desligamentos. Foram 23.683 trabalhadores admitidos contra 7.154 desempregados, significando um aumento de 4,95 % este ano.

Os dados foram analisados pelo Observatório do Trabalho, setor ligado à Secretaria de Estado do Trabalho e Emprego, com base no relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado recentemente pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Três setores contribuíram para o resultado positivo do mercado formal no estado. O primeiro foi o da Indústria de Transformação, com saldo de 13.014 admitidos, seguido pela Agropecuária, com saldo de 2.397 admissões, e, por último, o de Serviços, com um saldo de 666 contratações.

“O saldo positivo mostra sinais de recuperação da economia alagoana, o que expressa uma tendência para os próximos meses e dá a certeza que estamos no caminho certo, investindo em qualificação e incentivando o mercado de trabalho”, declarou Arthur Albuquerque, secretário de Trabalho e Emprego.

Ele ressaltou ainda que o Governo, por meio da Secretaria do Trabalho, vem contribuindo, de forma direta, com políticas específicas para estimular e reforçar a relação institucional entre empregadores e empregados a fim de que se possa superar a crise recessiva que afeta o emprego no Estado.

“Estamos atentos a todas as variações que o mercado apresenta e cumprindo a missão determinada pelo governador Renan Filho, de minimizar os efeitos da crise para o trabalhador alagoano, oferecendo a ele oportunidades de geração de renda”, afirmou.

Ações do documento
banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg

banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg
null

Portal da Transparência

relatorio_emprego_renda.png

Banner observatorio.jpg

procon.jpg