Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

banner_SEMARH_consulta_publica.png

« Junho 2018 »
Junho
SeTeQuQuSeSaDo
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930
Tag Cloud

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck requires Flash Player 9 or better.

 
» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2015 Junho Sine Alagoas emite primeiras carteiras de trabalho de adolescentes do semiaberto
22/06/2015 - 09h37m

Sine Alagoas emite primeiras carteiras de trabalho de adolescentes do semiaberto

Ação é fruto do curso de orientação oferecido pela Secretaria do Trabalho nas unidades de ressocialização

Sine Alagoas emite primeiras carteiras de trabalho de adolescentes do semiaberto

Após cumprirem as medidas socioeducativas, os jovens garantem que o caminho a trilhar agora é outro e o pensamento está voltado em buscar uma atividade profissional

Após dois meses de reativação, a oficina de orientação ao primeiro emprego promovida pela Secretaria de Estado do Trabalho e Emprego no Sistema Socioeducativo ligado à Secretaria de Defesa Social e Ressocialização, já começa a dar os primeiros resultados.  

Três adolescentes do regime semiaberto deram entrada no pedido de emissão de carteira de trabalho e fizeram o cadastro no Sistema Nacional de Emprego (Sine).  Após cumprirem as medidas socioeducativas, eles garantem que o caminho a trilhar agora é outro e o pensamento está voltado em buscar uma atividade profissional.

“Já trabalhei numa oficina de carro e tenho um pouco de experiência. Vou tentar uma vaga pelo Sine para tentar conseguir um emprego nessa área. Pode ser de frentista, mecânico. O importante é começar a trabalhar”, disse DCP, de 19 anos, que possui ensino fundamental incompleto.

Comungando da mesma opinião, A.S.S, também de 19 anos, externou o desejo de entrar no mercado de trabalho. Mas compreende que precisa investir nos estudos e concluir o ensino médio.

“Gosto de cálculo, desenho e o meu sonho é trabalhar com engenharia. Para isso, vou procurar o supletivo no sentido de terminar o segundo grau. Quero trabalhar para ganhar meu dinheiro e poder realizar os meus sonhos”, afirmou.

Para o jovem O.C.L de 18 anos, a oportunidade de emitir a carteira de trabalho e fazer o cadastramento no Sine é uma grande possibilidade de conquistar um emprego. “Quando a gente sai do sistema  o nosso maior interesse é conseguir um trabalho. Vai elevar nossa autoestima e nos permitir caminhar dentro da legalidade”, declarou.

Além de ensinar a elaborar um currículo e criar uma rede de contatos, a oficina faz um trabalho de sensibilização nos jovens, mostrando a eles outra direção e proporcionado uma nova perspectiva de vida através da atividade laboral.

A psicóloga Ana Lúcia Barros, responsável pela oficina juntamente com a assistente social Dilma Magalhães, destacou sua satisfação ao observar que alguns adolescentes estão entendendo a mensagem que elas estão deixando por meio do curso.

“Confesso que fiquei surpresa  e alegre quando eles apareceram no Sine para dar entrada na carteira de trabalho. Isso nos encoraja a continuar a oficina na tentativa de resgatar outros jovens a fim de que eles percebam que podem mudar o futuro deles através da vida profissional”, concluiu.

Ações do documento
banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg

banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

Portal da Transparência

relatorio_emprego_renda.png

Banner observatorio.jpg

procon.jpg