Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

banner_SEMARH_consulta_publica.png

« Junho 2018 »
Junho
SeTeQuQuSeSaDo
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930
Tag Cloud

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck requires Flash Player 9 or better.

 
» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2015 Junho Cata Mais destina R$ 1,1 milhão para maquinários e galpões das cooperativas
26/06/2015 - 09h26m

Cata Mais destina R$ 1,1 milhão para maquinários e galpões das cooperativas

Iniciativa visa facilitar comercialização e elevar a renda dos trabalhadores de resíduos sólidos

Cata Mais destina R$ 1,1 milhão para maquinários e galpões das cooperativas

Equipamentos vão permitir às cooperativas um aumento substancial no valor agregado de seus materiais coletados

O Programa Cata Mais vai destinar recursos na ordem de R$ 1,1 milhão para aquisição de maquinário e equipamentos imprescindíveis ao processamento dos materiais recicláveis das cooperativas de catadores.

A decisão foi tomada durante reunião da comissão de acompanhamento do projeto na sede da Secretaria de Estado do Trabalho e Emprego. Dentre os itens a serem adquiridos estão: prensa hidráulica, balança digital, levantador de palete e triturador de papel.

De acordo com o coordenador do Programa Cata Mais, Breda Diaz, os equipamentos vão permitir às cooperativas um aumento substancial no valor agregado de seus materiais coletados.

“Ou seja, o que antes era vendido de forma misturada, sem nenhum tipo de beneficiamento, agora, quando eles receberem as máquinas, vão poder prensar e triturar no formato padrão estabelecido pelo setor industrial.  Dessa forma vai facilitar a comercialização e aumentar o valor do material vendido em mais de 100%”, afirmou.

Outro avanço alcançado na reunião foi em relação ao aumento do recurso direcionado à adequação de galpões de triagem para os catadores de resíduos sólidos. O intuito é eliminar um dos principais gargalos encontrados pelas cooperativas.

“Atualmente as cooperativas e associações que existem em Alagoas, executam suas atividades em condições precárias o que prejudica a capacidade de armazenamento e processamento dos resíduos coletados. O propósito é mudar esse cenário e dar condições mais dignas de trabalho para esse segmento de profissionais tão importantes no processo de reciclagem”, ressaltou.

Além dos técnicos da Secretaria do Trabalho e Emprego, participaram do encontro, representantes das Cooperativas de Catadores de Maceió, Instituto Travessia, Ministério do Trabalho e Emprego, Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum) e Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

 

Ações do documento
banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg

banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

Portal da Transparência

relatorio_emprego_renda.png

Banner observatorio.jpg

procon.jpg